Notícias

GoPro lança o Drone Karma! A espera valeu a pena?

O dia chegou. A GoPro, empresa que até então mantinha certa distância do mercado de drones, lança o Karma.

O Karma será o primeiro drone feito por uma empresa fora do mercado de drones, e todos estão esperando algo grandioso de uma empresa com muito renome no mercado tecnológico.

Os consumidores de drones esperaram, esperaram e depois de um anúncio avisando que o lançamento atrasaria, o Karma foi lançado. Então, a espera valeu a pena? O Karma, apesar de ser projetado por uma empresa focada exclusivamente em câmeras, pode competir com os pesos-pesados do mercado de drones? E o preço, é acessível?

Tem alguma característica especial que vai te fazer querer esse drone? Toda essa expectativa vai se pagar? Vamos tentar responder todas essas questões nesse post.

ceo-gopro-karma

O lançamento do GoPro Karma, com Nick Woodman

“Muito mais que um drone”…

Este foi o tema do discurso de Nick Woodman (CEO da GoPro) no lançamento. Apesar do discurso, a grande notícia do dia foi a nova câmera Hero 5, que vem em dois modelos; Session e Black. Essa câmera parece que vai dominar o mercado com seus novos recursos, que incluem grande durabilidade e controle de voz.

Mas essas funções vão ser transferidas para o Karma? Não, somente a resolução de vídeo em 4K será utilizada pelo Karma. Pelo menos o Nick Woodman não disse nada a respeito sobre os outros recursos. Faz sentido; é muito difícil usar o controle de voz quando seu drone está a meio quilômetro de distância.

20160920gopro-karma-634x431

GoPro Karma e seu controle remoto

Pode-se dizer que o Karma é um bom drone “padrão”, mas que não pode ser considerado top de linha no competitivo mercado atual. A DJI e Yuneec, famosas fabricantes de drones, podem respirar tranquilamente. A melhor empresa de fotografia não construiu o melhor modelo de drone para fotografia.

A GoPro desenvolveu um drone que até pode vir a dominar o nicho do DJI Phantom, mas inicialmente vai focar na categoria de drones para esportes radicais.

Uma grande vantagem do Karma é que dá pra usar suas peças separadas. O estabilizador pode ser removido do drone e utilizado como um suporte (pense no ‘pau de selfie’) para câmeras. A câmera também é destacável, e pode ser presa em um capacete, bicicleta, mochila, etc. Esta característica “modular” definitivamente separa o Karma dos outros drones.

karma-drone-release-date-price_thumb

Você pode separar as peças do Karma!

Quanto vai custar o Karma?

O Karma vai custar 799 dólares no varejo nos EUA, e é compatível com as câmeras GoPro Hero 4 e Hero 5.
Se você quiser o Karma juntamente com a câmera mais recente (a GoPro Hero 5), vai custar 999 dólares (nos EUA) – o que não é muito, se você considerar que este é o preço de um drone que vem com uma câmera 4K e um estabilizador.

Drones rivais no nicho de esportes radicais geralmente custam mais de mil dólares, então o Karma se apresenta como uma boa solução no mercado.

O GoPro Karma – as características que você ainda não reparou

Algumas coisas podem ter passado despercebido por conta de toda empolgação no lançamento do Karma. A primeira é o app da GoPro, chamado de “Passenger”, este app permite que você compartilhe a filmagem ao vivo do drone com seus amigos, para que eles possam assistir seu voo nos aparelhos – bem interessante.

karma-gopro

O Karma vem com uma bolsa protetora, um controle remoto e um módulo de estabilização

A segunda foi um controle inovador que a GoPro desenvolveu. Parece mais um “GameBoy” do que um controle transmissor.

Apresenta uma tela sensível ao toque, botão de decolagem e botão “voltar para casa”, tudo isso com a a “intenção de criar uma maneira responsável e segura de voar”, palavras da GoPro.

controle-gopro-karma

O controle do Karma parece um videogame, não?

O Karma é literalmente “mais que um drone” – mas não no sentido que nós esperávamos

Talvez fomos inocentes, talvez fomos sugados por toda essa bolha de expectativa. Mas alguns de nós estávamos esperando um drone incrível por um preço incrível, com funções incríveis, como desviar automaticamente de obstáculos e ser capaz de filmar  360 graus para competir com os drones top de linha. Mas não é isso o que temos no Karma.

A GoPro não falou nada sobre o tempo de voo ou sobre a velocidade máxima, assim como não foi falado nada sobre desviar de obstáculos. Essas questões, juntamente com a constante necessidade de trocar as baterias, continuarão sendo as maiores barreiras que vão impor dificuldades na videografia de esportes radicais.

O que “salva” o Karma é que a GoPro está focando em um mercado diferente dos drones top de linha. A GoPro está mirando em consumidores novos de drones, que vão utilizar o Karma como um acessório para a câmera Hero 5, e não o contrário.

Quando se olha para o Karma com esta visão específica, é difícil não se impressionar com o valor pedido para todo o conjunto, mesmo que o drone continue um pouco abaixo do esperado.  O lançamento do Karma está previsto para março de 2017 no Brasil.

Quando tivermos mais informações sobre o Karma, traremos para vocês.