Guias de Compra

GoPro Karma: tudo o que você precisa saber

Não é novidade pra ningúem que a GoPro já lançou seu primeiro drone chamado Karma. Durante a apresentação de seu lançamento o discurso do CEO Nick Woodman foi seguido à risca como um roteiro, mas faltaram algumas informações.

A seguir estão as respostas para as perguntas dos fãs de drones sobre o GoPro Karma.

karma-drone

Primeiramente, vamos aos aspectos técnicos:
Velocidade máxima: 15 m/s (35 mph)

Tempo de voo: Mais de 20 minutos

Distância máxima/Alcance: 1 Km

Resistência máxima do vento: 9,8 m/s

Frequência de operação: 2.4GHz

Tamanho: Comprimento: 30,5 cm, Largura: 41,2 cm, Altura: 11,6cm

Eixo cardan: 3 eixos de estabilização

Preço: 799 dólares (nos EUA)

O GoPro Karma tem um modo de voo autônomo?

Sim, com algumas vantagens. O controle remoto tem um botão para decolagem, aterrissagem e “return to home”. Também apresenta quatro modos de voo pré-programados:

  • Dronie: um modo que leva o drone para outro ponto em linha reta, ideal para mostrar a perspectiva do local.
  • Cable Cam: um modo que simula uma câmera em um cabo aéreo, indo e voltando para o mesmo ponto de origem.
  • Reveal: modo de voo em linha reta em baixa velocidade, simulando algumas cenas de filmes.
  • Orbit: modo de voo que fica circulando um ponto específico em uma trajetória orbital perfeita.
karma-drone-bag

Karma é dobrável e fácil de transportar

A GoPro também desenvolveu um aplicativo chamado Passenger, que permite que os amigos do piloto assistam ao vivo o vídeo que está sendo gravado pela câmera do Karma.

Entretanto, não há a função de seguir o condutor (Follow Me). A GoPro disse que queria um drone para gravar a emoção do usuário durante suas aventuras de forma espontânea, mas como vamos fazer isso sem a função “Follow Me”?

Este pareceu um descuido dos desenvolvedores da GoPro, mas esta função pode ser lançada no futuro com uma atualização no software.

O Karma vem com um controle remoto, inspirado nos controles de Xboxs e Playstations, que os usuários já estão acostumados. Assim você pode pedir para um amigo controlar o drone enquanto você desce uma montanha, por exemplo. Esse ainda não é o ideal, principalmente levando em conta a filosofia de “levante e vá” (tradução livre de ‘get up and go’) da GoPro.

A GoPro desenvolveu o Karma pensando no público-alvo de consumidores novatos, mas na realidade este drone apresenta o mínimo necessário para ser considerado um drone intermediário.

O GoPro Karma vale o investimento?

O preço é sem dúvida a grande vantagem do Karma. É difícil bater o preço de todo o pacote do Karma, mesmo que o drone não apresente configurações para disputar com os melhores drones do mercado.

O Karma vai iniciar as vendas em 23 de outubro (nos EUA) custando $799 somente o drone, $1099 com uma câmera Hero 5 ou $999 com uma Hero 5 Session. As duas opções com câmeras 4K oferecem um bom custo-benefício, principalmente se comparadas com outros drones de esportes radicais.

Além disso, comprando o Karma na opção com câmera obtêm-se três produtos: o drone, a câmera de alta resolução e o suporte com estabilizador.

Com todos os acessórios no pacote, incluído o controle do drone, fica difícil não concluir que o Karma apresenta um bom custo-benefício.

karma-drone-stick

Suporte do Karma, com estabilizador

Como o Karma se porta competindo com os outros modelos?

O Karma aparenta ter encontrado um equilíbrio interessante entre capacidade técnica e preço. A GoPro queria fazer um drone com bom custo-benefício, então é natural as especificações técnicas do Karma não consigam competir contra modelos top de linha da DJI e Yuneec.

A falta de uma tecnologia de desvio de obstáculos é um ponto negativo do modelo, porém dá para entender a falta desse recurso quando se leva em conta o preço do drone.

O Phantom da DJI e o Tyhoon H da Yuneec possuem uma tecnologia que evita colições, o que faz bastante sentido quando se pensa em um drone para esportes ao ar livre. Resta saber como os usuários vão reagir com o Karma, quando alguns acidentes acontecerem.

A falta de um modo de voo autônomo que te segue é outro ponto negativo, ainda mais que este tipo de tecnologia é comum em vários outros drones intermediários. Além disso, o modelo apresenta um tempo de voo relativamente baixo, cerca de 20 minutos, que limita a capacidade do drone.

O ponto central é que a GoPro não tentou competir com o Tyhoon H ou o Phantom 4. O Karma foi desenvolvido para dominar o mercado de drones intermediários. A grande expectativa gerada pelo drone ocorreu principalmente por causa da empresa desenvolvedora, a gigante de tecnologia GoPro. O público sempre vai esperar produtos maravilhosos desta empresa, mesmo em um mercado tão competitivo.

Há rumores que a DJI vai lançar em breve um novo drone, o Mavic, que pode acabar com a boa impressão do Karma. Se vai conseguir mesmo, só o tempo dirá.

A Yuneec já apresentou um novo controle remoto com uma tela montável e outro drone com gimbal destacável. A DJI este prestes a lançar um drone dobrável em questões de dias. Não tem jeito, o Karma vai ter que usar e abusar da marca GoPro e dos produtos e acessórios que vêm junto no pacote para se destacar no mercado.

  • Monica

    Onde posso comprar no Brasil peças do Drone GoPro Karma, tipo Braço dianteiro frontal direito?